quinta-feira, 25 de abril de 2013

Personal Taste (K-Drama)

Minha estreia como dorameira foi com Personal Taste, e apesar de ler críticas sobre ele como um drama clichê, etc e tal, eu simplesmente amei esse drama!! Comecei a assistir um dia desses e fiquei viciada!! Adorei a Gae In, ela é muito tipo eu... Hahaha... deixa eu explicar, ela é super desajeitada, faz muitas trapalhadas e sofre para parecer feminina, tchanram... ela sou eu todinha, a diferença é que eu não tenho o Jin Ho dividindo a mesma casa comigo...

Comecei a assistir esse drama, porque pensei, caramba! parece um bom drama para ser o meu primeiro drama. Vi um pequeno resumo sobre ele e me interessei. Afinal, não é todo dia que você vê o lindo do Lee Min Ho fazendo papel de gay numa comédia romântica... Até me deu invejinha da Gae In. Amei demais os dois juntos!!


Título:  개인의 취향/ Kaeinui Chwihyang/ Personal Taste/ Personal Preference/ Kae In's Taste
Direção: Son Hyeong Seok, No Jong Chan
Roteiro: Park Hye Kyung
Gênero: Comédia, Romance
Publicação: K-Drama - 16 episódios (MBC | 2010)
Nota♥♥♥♥♥


Personal Taste, drama coreano (2010)

Personal Taste é baseado num livro de mesmo nome escrito por Lee Sae In. No livro, a história gira em torno de um arquiteto, Jin Ho, maníaco por limpeza cujo maior desafio da sua vida é ganhar um concurso de Arquitetura expondo o projeto mais criativo e inovador. Em meio a essa tentativa, esse arquiteto acaba dividindo a casa com uma jovem designer de móveis super desastrada, Gae In. Não é muito diferente do drama, exceto que no drama, a personagem principal é a Gae In.

Sinopse: Park Gae In (Son Ye Jin) é uma designer de móveis, mas ela não tem tanta notoriedade e nem a fama que seu pai conquistou quando projetou uma casa para ela e sua mãe e, ainda por cima, Gae In se encontra em sérios apuros financeiros devido a um empréstimo feito pelo seu amigo Lee Won Ho (Bong Tae Kyu), no qual ele colocava a casa projetada pelo pai dela como seguro. Nesse interim, Gae In é traída por duas das pessoas que ela mais gostava, sua amiga Kim In Hee (Wang Ji Hye) e seu namorado Chang Ryul (Kim Ji Suk). Mas o destino é muito fantástico e Jeon Jin Ho (Lee Min Ho) aparece na sua vida e ainda aluga um dos quartos da casa. No início, ela reluta em hospedá-lo, pois o que diriam se soubessem que ela divide a casa com um homem? Porém, por causa de um grande mal entendido, ela aceita que ele more com ela pensando nas vantagens de se ter um amigo "gay".




Não sei por onde começar... Eu morri de rir em muitas cenas, me emocionei em outras... e o roteiro foi muito bom também. Valeu a pena ter assistido aos episódios, mesmo perdendo noites de sono (risos). Pior é que, às vezes, dá aquele vazio, putz, realmente acabou, risos.. Mas enfim... vou começar falando sobre a trilha sonora. Eu gostei muito e apesar de ser meu primeiro contato com o coreano, as canções são bem agradáveis, então vou postar algumas músicas que amei, ok? Espero que vocês também gostem... Vale mencionar que até as músicas instrumentais são ótimas, e olha que eu nem sou fã de música instrumental... Para ouvir a OST completa, clique aqui.




O drama tem muitas cenas engraçadas, românticas, emocionantes e de vergonha alheia, o que faz dele uma história leve e típica de comédias românticas, ou para alguns, seriam comédias light-hearted. Mas ao longo dos episódios, alguns personagens amadurecem, evoluem, como a própria Gae In que vai se tornando mais auto-confiante, superando a traição de Chang Ryul e da amiga traíra, In Hee. E olha que a mudança da Gae In é tão grande que o Chang Ryul tenta reconquistá-la de todas as formas e ainda se diz super arrependido do que fez. Menos a In Hee que morre de inveja da Gae In. Entretanto, essa mudança da Gae In tem uma mãozinha do Jin Ho, que mesmo não querendo se envolver, se vê envolvido dos pés à cabeça, mas pela Gae In. Super fofo!!





Jin Ho é o típico cara bem sucedido como arquiteto e "preferido" pelo Diretor Choi Do Bin (Ryu Seung Ryong), mas ele não está sozinho nessa briga, seu rival direto (não só no amor) na disputa pelo concurso é Chang Ryul. Quando Jin Ho descobre que Gae In é a filha do grande arquiteto Park Chul Han (Kang Shin Il), seu amigo, Sang Jun (Jung Sung Hwa) convence-o a morar na mesma casa projetada por Chul Han, mas isso dá uma confusãozinha depois, mas tudo se resolve no fim das contas. E Jin Ho é perdoado das acusações de ter "imitado'' o estilo de Chul Han.

Jin Ho é maníaco por limpeza (igual a mim... hahahaha... meu namorado implica horrores quando eu lavo as mãos três vezes seguidas em menos de 5 minutos...). E é óbvio que a Gae In não está nem aí para limpeza e organização. Mas por incrível que pareça os dois se dão super bem morando juntos. O que só acontece porque Gae In jura que ele é gay e muito dessa suspeita surgiu no dia do casamento de Chang Ryul com a In Hee, já que a melhor amiga de Gae In, Young Sun (Jo Eun Ji) viu Jin Ho e o amigo, Sang Jun numa situação super "embaraçosa" no elevador. A confiança da Gae In sobre Jin Ho ser gay é tão grande que ela desfila pela casa só de toalha na frente dele... mas era só para procurar suas lentes de contato, tá perdoada (risos).



Mas falando dos amigos dos protagonistas, os dois são os maiores figuras do drama inteiro. Young Sun juntamente com o Sang Jun, best do Jin Ho, formam uma dupla dinâmica perfeita!! Os dois juntos aprontam as maiores confusões e até rola um clima meio arco-íris entre eles, mas a Young Sun é casada e tem um filho pequeno, os dois ficam só na amizade mesmo. E tentando ajudar os amigos a ficarem juntos. Imagina aí a confusão que isso não vai ser quando todos souberem que Jin Ho não é gay? 

Outro personagem que adorei foi o Diretor Choi Do Bin. Mesmo com aquela aparência de durão como se vestisse uma armadura intransponível, ele era super sensível e especial... Se não fosse por ele, Gae In e Jin Ho não teriam feito as pazes. Afinal, uma hora ou outra chega à tona que Jin Ho não é gay e chega à tona também o motivo especulado por Chang Ryul de Jin Ho ter ido morar em Sanggojae (casa onde mora Gae In e que recebeu esse nome por ter sido projetada por Chul Han, que dedicou a casa à sua esposa e filha, mas por causa de uma tragédia, que Gae In não lembra, a sua relação com o pai é super delicada) era por puro interesse. Mas enfim, sem mais spoiler, tá?


Impossível não rir com as caras e bocas de Sang Jun.

Antes de falar sobre os demais personagens, vou esclarecer algumas coisas. A empresa do Diretor Choi lançou um concurso, digamos assim, para as empresas de arquitetura, tanto renomadas como iniciantes (como a de Jin Ho) mostrarem um projeto no qual fosse algo original e sustentável. Nessa empreitada, Jin Ho ficou sabendo que o Diretor Choi era um grande admirador do trabalho de Chul Han e por ideia do amigo, Sang Jun, acabou indo morar na casa de Gae In. Mas embora no início ele tenha ido morar para entender a casa, Jin Ho surpreende com seu projeto no concurso.

Mas o fato é que toda essa confusão só começa porque Jin Ho e Sang Jun são mal interpretados juntos e Gae In associa o que Young Sun viu com o que ela mesma viu quando achou que Chang Ryul a estava pedindo em casamento (mas nesse dia, Chang Ryul tinha ido terminar o relacionamento com Gae In, mas ele não teve coragem e por causa disso, Gae In "destruiu" o casamento dele e In Hee). E pior do que isso é que o Diretor Choi também acredita nisso, e a confusão só piora. E Gae In, coitada, se vê agora apaixonada por Jin Ho e vê nisso um amor impossível e ainda acredita estar "traindo" o amigo, o diretor Choi... Ah, mas também o Jin Ho foi muito omisso, ele poderia em muitas situações resolver o problema, mas ele não fazia nada. E olha que ele poderia ter resolvido essa situação desde o início, mas... se tivesse, não teria a mesma graça (risos).




Para completar o time de personagens de Personal Taste, tem o Chang Ryul, que é aquele tipo de personagem que você não sabe o que sente em relação a ele, você não sabe se gosta, se odeia, se tem pena, se abomina, enfim... ele é uma incógnita. Mas apesar de no início eu desejar que ele se desse super mal, ele se mostrou um personagem digno de alguma certa consideração, espero que vocês também possam achar o mesmo (risos). O coitado era apenas uma marionete nas mãos do pai, Yoon Sub (Ahn Suk Hwan) que pense num cara mau caráter e cretino, o cara foi praticamente o "assassino" do pai de Jin Ho (altos babados, assistam e vocês entenderão de onde vem essa rivalidade entre Jin Ho e Chang Ryul).




Mas a personagem que mais me deu raiva, foi a In Hee. A garota se fez de amiga da Gae In, mas por dentro morria de inveja da mocinha. A In Hee era tão mau caráter que todo cara que se apaixonava por Gae In ela fazia questão de dar em cima dele para seduzi-lo. Coitada, não devia ter nenhum pingo de auto-estima ou amor-próprio. Além disso, ela tratava o Chang Ryul como um cão vira-lata, fazendo dele gato e sapato, mas isso só até ele "perceber" que tinha cometido o maior erro da vida dele ao deixar Gae In. Mas já era tarde... A Gae In e o Jin Ho são perfeitos demais juntos. E nada conseguiu ser maior do que isso no drama e eu gostei muito disso.








Sobre a Gae In, como disse antes, ela é uma designer de móveis super atrapalhada e mal sucedida, diga-se de passagem. No entanto, Gae In tem um talento todo especial para projetar suas peças, o que não é percebido pelo público e pelo mercado. Aos poucos, ela vai se tornando uma excelente profissional e quando percebe consegue criar uma linha de peças com o seu nome e a fazer sucesso na carreira. No entanto, ela não tem uma relação dos sonhos com o pai, mas é só assistindo para saber o porquê e, mais ainda, entender porque a casa onde Gae In mora, Sanggojae, é tão querida e importante para o diretor Choi (o que vira motivo de disputa interna entre Jin Ho e a empresa da família de Chang Ryul para descobrir o segredo de Sanggojae).

No mais, além da trilha sonora e do elenco de peso escalado para esse drama, em específico, o irresistível, Lee Min Ho:




As cenas engraçadas e as situações cômicas são muito bem construídas. Tudo acontece da forma mais espontânea possível com toques de drama que fazem desse k-drama não apenas uma simples comédia romântica. Os segredos sobre a família de Gae In e sobre as famílias de Jin Ho e Chang Ryul abrem uma nova perspectiva para a história que se mostra mais madura em alguns pontos. Quando mostra um personagem como o diretor Choi, que apesar do final não feliz (terminando com um par romântico), ele foi o mais interessante de todos. Caso não fique claro o que quero dizer, é que o diretor Choi é homossexual, mas ele é uma das personagens mais pé no chão do drama inteiro e claro, essa maturidade toda que ele tem é devido a sua idade, que no mundo oriental, maturidade e sabedoria caminham juntas na velhice.

Momento mais engraçado... Não tem preço ver um drama onde o Lee Min Ho finge ser gay e ainda aparece sem camisa... colírio para os olhos >_<



Apesar de as críticas tratarem Personal Taste como mais um drama comédia romântica, que seja, ele é, mas não se resume apenas a isso. O drama da mãe de Jin Ho e a sua incapacidade de poder "punir" os verdadeiros culpados por lançarem a família Jeon na "miséria"; as decisões difíceis que Jin Ho tem que tomar para não magoar as pessoas; o amadurecimento de Gae In e a sua atitude digna de perdoar a amiga In Hee (embora ela não merecesse); o Chang Ryul se libertando do jugo do pai; só mostram que Personal Taste traz consigo diversos dilemas e transformações que qualquer um de nós pode passar, por essa razão e pelas demais que eu já citei ao longo do post e pelas cenas de beijo super maravilhosas, eu mais do que recomendo: RECOMENDADÍSSIMO.





K-Drama legendado em português:
Fansub: Asian Team; Asian Lovers; F4AW; DramaFans
Assistir online: Dopeka; DramaFever; Our World

K-Drama legendado em espanhol:
Veer online: DoramasTV 

Entenda porque os links foram removidos

11 comentários:

  1. Gostei da resenha e de você ter colocado a imagem dos atores; Parabéns. Nunca vou assistir essa série, odeio Doramas rs. Mas gostei da resenha. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Ownnnn.... brigada pelo elogio e é uma pena você não gostar de doramas, mas espero que um dia possa mudar de ideia rsrsrs =D

    ResponderExcluir
  3. haha, amei essa resenha e o blog tbm viu, vo te recomendar no meu *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownnn.... arigatou gozaimasu, Yumi-chan... >_<

      Farei o mesmo aqui no blog recomendando o seu!! Kissus =**

      Excluir
  4. CARAMBA! Eu to doida tentando baixar mas,em todos os sites que vou pra baixar eu nao consigo e nem assistir online,o mediafire está invalido ta uma droga ;-; pior que to doida pra assistir =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, é uma pena estar assim.... se eu pudesse te enviar todos os episódios, eu te enviavas, Maíra.... É uma pena mesmo.... e eu também to super doida pra assistir In Time With You, mas nao tem online nem em espanhol pra assistir... =/

      Espero que você possa assistir a Personal Taste, é realmente muito bom >_<

      Kissus....

      Excluir
    2. Maíra, os links da Sakura Animes estão baixando sem nenhum problema, tenta baixar poe ele, caso não tenha conseguido ainda...

      http://www.sakuraanimes.com/multimidia/doramas/2811-personal-taste-c

      Excluir
    3. Kawa Chan mds vc me salvou estou em buscar de um link desses a quase dois dias kkk , muito obrigada viu !!

      Excluir
  5. Meninaa amei essa sua exposição do dorama, amei ter assistido ele tambem, esse foi meu primeiro contato com esse mundo de dorama, e to muito deprê por ter acabado de assistir ele, gostaria de saber se você tem algum dorama pra me recomendar, que seja cativante como esse foi... obrigada desde já ><

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou... Brigada. Personal Taste também foi meu primeiro dorama e desde então não parei mais de assistir. Bom, os doramas que posso te recomendar são os que eu já vi e resenhei aqui no blog:

      1- Lie to Me;
      2- Fated to Love You (versão taiwanesa);
      3- Heartstrings;
      4- The Heirs (ótimo!!);
      5- Marriage not Dating;
      6- It's Okay, That's Love (meu preferido, muito bom esse k-drama);
      7- Twenty Years Old (muito fofo!)

      Você pode ler as resenhas e ver qual deles te agrada. Os que to assistindo agora são:

      8- Master's Sun (muito, muito bom tb - to quase terminando);
      9- Pinocchio (lançamento, mas tá disponível no Viki já);
      10- Flower Boys Next Door.

      Todos são muito bons, mas me decepcionei bastante com Lie to Me (da metade para o final) e Heartstrings foi ótimo, mas o episódio final não foi tão legal assim...

      Como você gostou muito de Personal Taste, te recomendo Marriage not Dating (é comédia romântica garantida do início ao fim).

      Beijos e aguardo seu feedback, flor... *-----*

      Excluir

Yooooo, Minnaaaa.... arigatou pela leitura... Comentem caso vocês tenham gostado dessa postagem... Caso postem comentários que não tenham nada a ver com o conteúdo do blog ou comentários ofensivos, os mesmos serão excluídos. Kissu...

 

AniMangá House Template by Ipietoon Cute Blog Design